Brasil terceiro colocado, Itália na nona posição e Holanda no décimo quinto lugar… curiosas posições no ranking da Fifa

Faltando pouco mais de 24 horas para o início da Copa do Mundo no Brasil, alguns pontos passam a chamar a atenção de quem é ou não assíduo espectador dos fatos cotidianos do futebol. Entre os diversos assuntos que permeiam nos programas especializados, por exemplo, é o famigerado ranking da Fifa, que sempre reserva uma surpresa, seja com um peixe grande abaixo da décima colocação, ou alguma seleção com pouca (ou nenhuma) tradição entre os “top ten”.

Esse tipo de coisa acontecia antes, acontece no presente e, certamente, acontecerá no futuro, tudo por um simples motivo: a falta de clareza nos critérios. Apesar de não concordar com algumas coisas presentes na ultima atualização do ranking oficial, publicada no ultimo dia 5 de junho, é importante analisar se a situação atual condiz com essas posições.

A vice de 2010, holanda, que se encontra na décima quinta posição, foi dona de uma bela campanha para o Mundial e, mesmo levando em conta apenas os últimos três anos, deveria estar à frente de algumas pérolas tais como Suíça, Grécia e Portugal – isso citando apenas outras seleções do velho continente.

Outro ponto curioso é a colocação do time da casa. Apesar da bela conquista da Copa das Confederações no ano passado, a seleção Brasileira poderia perfeitamente ocupar uma colocação abaixo de holanda e Itália, além de Espanha e Alemanha que já se encontram acima no ranking, ficando assim com o 4º lugar. Qual o motivo? A falta de partidas eliminatórias.

Durante esses quatro anos o Brasil enfrentou apenas adversários “arranjados” e, em contrapartida, os rivais citados acima disputaram a Euro em 2012 e as eliminatórias  para a Copa, situações que deveriam caracterizar uma pontuação maior para os europeus.

Entre os “curiosos” ainda é preciso destacar a Itália. Muitos poderiam justificar dizendo que a seleção possui mais títulos mundiais do que vários integrantes da tabela e por isso merecia uma colocação melhor, mas não acredito que isso deveria valer, afinal, o ranking aponta o momento do selecionado nos últimos quatro anos (com pesos maiores progressivamente) e não um apanhado histórico.

Para a Azzurra, um terceiro ou quarto lugar já seria de bom tamanho em respeito à chegada na final da Euro 2012 e sua participação nas eliminatórias.

Fato é que são apenas opiniões, os critérios da Fifa podem ser discutidos mas até que fazem algum sentido, apesar de “gafes” como essas apontadas acima. Para tirar suas próprias conclusões, clique aqui para conferir o glorioso ranking oficial.

Suíça em sexto lugar? Portugal em quarto? melhor não comentar…